Gato filhote miando muito

Filhotes são fofos, divertidos e encantadores! Porém, nem tudo são flores quando se tem um novo pet. Quem tem um bichano pequenino, por exemplo, pode encontrar seu gato filhote miando com certa frequência. E, claro, é natural que o tutor fique preocupado.

gato na caminha

Afinal, todo pai de pet busca o melhor para seu filho de quatro patas! Se você está com um filhote de gato miando em casa, continue lendo. Consultamos uma médica-veterinária que tirou todas as dúvidas sobre o assunto!

Miar é natural

Primeiramente, é necessário destacar que os pets são seres com suas próprias vontades, necessidades e maneiras de expressão. Gatos miam, e essa é uma maneira natural de comunicação.

A Dra. Suelen Silva, médica-veterinária, explica que a vida dos pequenos não é nada fácil. “Os gatinhos sentem falta do contato, de cheiros e de interação com a mãe e os irmãozinhos”, comenta. Porém, se seu gato filhote está miando muito, talvez seja um sinal de alerta. Em alguns casos, é preciso tomar atitudes para aliviar seu desconforto!

Identificando a origem do problema

miado de filhote de gato pode ter muitos significados. A Dra. Renata Brunetto, médica-veterinária, explica que essa é uma forma de comunicação dos bichanos. “E quando um gato está miando muito, é porque está desconfortável com alguma situação”, comenta.

Por isso, o primeiro passo para ajudar um gato filhote miando é identificar a origem do problema. Abaixo, separamos as principais causas e o que fazer para o gato filhote parar de miar.

1. Medo

Esta costuma ser a origem mais comum para um gato filhote miando. Conforme explica a Dra. Suelen, os pequeninos sentem falta de sua família e, muitas vezes, não estão acostumados a seu novo ambiente. Para saber se seu bichano está amedrontado, observe alguns sinais.

Geralmente, um gato novo miando e com medo fica arredio, encolhido e tremendo. Se for esse o caso, é importante demonstrar para seu amigo que está tudo bem. Leve-o para um cômodo tranquilo e silencioso.

Monte uma caminha bem confortável e faça carinho de maneira leve, até que o bichano perceba que não há motivos para temer. Em pouco tempo, ele estará mais acostumado à sua presença e os miados serão mais raros!

gato sozinho miando

2. Fome

O motivo para um gato filhote miando muito pode ser mais simples do que parece. A Dra. Renata lembra que a fome é uma das causas mais comuns para os miados excessivos.

A especialista lembra, ainda, que quando os bichanos ainda são pequeninos, é necessário ter atenção à nutrição. A idade mais indicada para o desmame é por volta das quatro semanas, quando o gatinho já consegue se alimentar sozinho.

Nesse caso, é importante oferecer uma ração para filhotes, de preferência da categoria premium ou super premium. Esses produtos possuem o formato adequado e os nutrientes necessários nessa fase.

Porém, se seu filho de quatro patas ainda não atingiu a idade para se alimentar sozinho, é necessário buscar uma alternativa. De acordo com especialistas, a melhor opção é o leite para pets, que oferece tudo que os bichanos precisam de forma segura e saudável Além disso, o leite deve ser oferecido em uma mamadeira especial.

Por fim, a especialista lembra que o leite de vaca é prejudicial para os gatos e, em alguns casos, pode causar ainda mais miados! Por isso, se você está buscando como fazer um gato filhote parar de miar, opte apenas por produtos especializados para bichanos.

3. Carência

Todo bichano adora uma boa dose de atenção! Para os filhotes, esse é um assunto ainda mais delicado, já que eles ainda estão aprendendo a ficar sozinhos. Por isso, é importante interagir com seu pet nessa fase, estimulando uma relação carinhosa e confiável.

Além dos longos e gostosos cafunés, tire alguns momentos do dia para brincar com seu filhote. Outro ponto importante é oferecer acessórios e brinquedos para que ele aprenda a se divertir de forma autônoma.

Afinal, acordar para brincar com um gato miando à noite não é muito agradável! Com os acessórios corretos, seu filho de quatro patas logo estará brincando sozinho!

4. Sede

A hidratação é um tópico delicado quando falamos de felinos. Nossos amigos bigodudos não são muito chegados à água e, muitas vezes, evitam seus bebedouros. Se você tem um gato filhote, esse é o melhor momento para iniciar as boas práticas.

Para estimular que seu filho de quatro patas se hidrate com frequência, ofereça sempre água fresca e limpa. Gatos odeiam água morna e parada. Uma boa ideia é buscar um bebedouro automático. Esse tipo de produto cria um fluxo de água muito mais atrativo para os peludos!

5. Caixa de areia suja

A tradicional higiene dos bichanos já está presente desde a infância! Por isso, um gato filhote miando pode ser sinal de caixa de areia suja. Esteja sempre atento a esse item para evitar que seu amigo se estresse. Segurar o xixi é prejudicial para a saúde do bichano e, além disso, o pet pode miar por longos minutos para transmitir o recado.

gatinho na grama

Em caso de dúvidas ao notar seu gato filhote miando, consulte um médico-veterinário. Afinal, um especialista poderá monitorar de perto a saúde do peludo, agindo sempre que notar qualquer alteração.